Você está aqui


 

A criação, a estética, a invenção, a leitura visual e a produção são elementos dos trabalhos realizados nos campos da Arte e da ComunicaçãoE quando estes elementos são articulados em processos de Educação, quais resultados podemos obter?  E quais os processos para que esta articulação aconteça de maneira construtiva, produzindo conhecimento e afetos?

Esta exposição traz Seres imaginários e “Mitos de Criação” desenvolvidos por crianças de 06 a 12 anos de idade, que participaram em 2015 do projeto de extensão Ateliê de Artes para Crianças (Nosso Ateliê Animado e Ateliê Nossa Casa), do Departamento de Artes Plásticas (CAP), com a elaboração da proposta e acompanhamento das crianças feito por estudantes da Licenciatura em Educomunicação e Pedagogia, professores do CAP/USP, alunos(as) bolsistas e alunos(as) de pós-graduação em Artes Visuais.

 

 

 

 

Para as crianças, o contato com o Sagrado, a Literatura, as Artes Visuais, a Música, a Expressão Corporal, passando pelo interpretar e o fazer.

Para a equipe “adulta” intercâmbios de ideias, inter-relações observadas e laços reforçados.

Não sabemos aqui quem ganhou mais se as crianças e ou os “adultos”. Mas o que podemos dizer que as fronteiras entre Arte, Educação e Comunicação podem ser mais fluidas do que podemos imaginar.

Os frutos desta experiência estão nos Térreo, e nos 1º e 2º andares do Prédio Central da ECA. O convite que fazemos é: desfrute e reflita sobre o processo.

 

Mitos de criação

 

A exposição “Mitos de Criação” é fruto do trabalho realizado durante o 2º Semestre de 2015, com alunos de sete a doze anos no Ateliê Nossa Casa - Prática Transdisciplinar para o ensino da artes, parte da Disciplina Metodologias do Ensino das Artes Visuais III com Estágios Supervisionado. 

 

A temática do trabalho completo foi “Ciclo da vida e identidade brasileira”, ela foi construída a partir das leituras e discussões em sala de aula pelas alunas da Licenciatura em Educomunicação, Andressa Caprecci, Janaína Gallo e Tatiana Carvalho, com a coordenação da professora Dália Rosenthal do Departamento de Artes Visuais (CAP) da Escola de Comunicação e Artes/USP. A ideia foi de trabalhar com os alunos as fases de desenvolvimento da vida, como nascimento e crescimento, em paralelo com a identidade de cada um do grupo.

 

Foi trabalhada a ancestralidade, por meio de pesquisa feita pelos alunos com os seus familiares sobre a origem de cada um, a partir desse material eles tiveram que transformar ideias em desenhos, exercitando o raciocínio e a criatividade. Passando por atividades de colagem e pintura com guache - ainda sobre essa mesma temática, mas de maneira cada vez mais distanciada do tema e autoral, dando-se um salto da ancestralidade individual de cada um para a história do planeta Terra. Com uma roda no chão, trabalhamos parte do Mito de Criação do Povo Iorubá e levantamos todas as histórias que eles conheciam, a partir disso cada grupo teve de escrever seu próprio mito de criação. Desse momento em diante, o trabalho coletivo imperou e eles se debruçaram sobre a missão de esculpir seus personagens em argila, criar cenários para a história e fotografar as cenas. Todos esses trabalhos foram compilados em um livro de artista individual que foi costurado na última aula, assim como se costurou o semestre, tendo se trabalhado conceitos importantes e técnicas instigantes. A exposição a qual você está prestigiando é parte do trabalho realizado pelas crianças no Ateliê.

 

O trabalho mesclou o individual e coletivo, sendo que o diálogo entre todos os envolvidos foi fundamental para o resultado final. O ateliê foi planejado pedagogicamente por quatro mulheres, mas foi consolidado por vinte e seis mãozinhas cheias de tinta e sentido por dezessete corações.

 

Ficha técnica:  

 

Mitos de Criação – 2º Semestre de 2015

 

Coordenação

Departamento de Artes Plásticas (CAP/ECA/USP)

Profª Drª Dália Rosenthal

 

Educadoras

Alunas da Licenciatura em Educomunicação

Andressa Caprecci, Janaina Gallo e Tatiana Carvalho

 

Acesse o site do Ateliê Nossa Casa e veja o trabalho completo realizado com as crianças: 

http://atelienossacasa.blogspot.com.br

 

Os Seres Imaginários e o Light Painting

 

O contato com os textos “Cidades Invisíveis” de Italo Calvino e “O livro dos seres imaginários” de Jorge Luis Borges foi o ponto de partida para um processo de ensaio, experimentação, criação e transformação realizado pelas crianças de 06 a 12 anos que participaram no 1º semestre de 2015 do “Nosso Ateliê Animado”, oferta do projeto de extensão “Ateliê de Artes para Crianças” do Departamento de Artes Plásticas (ECA/USP).

Com a orientação de alunos da Licenciatura em Educomunicação (Departamento de Comunicações e Artes /ECA/USP) e de Pedagogia (FE/USP), as crianças puderam criar seus Seres Imaginários, pensando na história de cada Ser, nos poderes e planejar como se transformar neste Ser.

 

A técnica fotográfica do Light Painting foi a ferramenta utilizada para essa transformação.

Guiados pelo conceito do Ler-Fazer-Contextualizar, da Arte/Educação, e pela Educomunicação as crianças (e os alunos de graduação) partilharam de um processo de construção conjunta, sendo ao mesmo tempo Arte/Educação e Educomunicação.

 

Ficha Técnica:

Os Seres Imaginários - 1º semestre de 2015

 

Coordenação:

Departamento de Artes Plásticas (CAP/ECA/USP)

Profª Drª Maria Christina de Souza Lima Rizzi – Professora responsável

Suellen Barbosa – Aluna de Mestrado

Margarete Barbosa Nicolosi Soares – Aluna de Doutorado

Drª Sonia Regina Fernandes – Pesquisadora do Pós-Doutorado

Departamento de Comunicações e Artes (CCA/ECA/USP)

Educadores:

Alunos da Licenciatura em Educomunicação

Bruna Pontes, Carlos Alberto Maffei Junior, Isabela Rosa Silva, Juan Peri dos Goitacás, Mauricio da Silva, Renata Mie Garabedian, Sherlon Assis.

Faculdade de Educação (FE/USP)

Aluna do curso de Pedagogia

Bruna Salgueiro Silva

 

Acesse o site do Nosso Ateliê Animado e veja o trabalho completo realizado com as crianças: 

http://nossoatelieanimado.blogspot.com.br